Trumbo: Se gostou de Walter White vai amar Dalton Trumbo

Bryan Cranston manda muito bem e é um forte nome para o Oscar de Melhor Ator.


A cinebiografia conta a história de Dalton Trumbo, famoso roteirista de cinema que lutou, de maneira criativa, a favor da liberdade de expressão e o direito do trabalho, independente de opinião política.

O filme tem como base o livro homônimo publicado no Brasil recentemente pela editora Intrínseca, e relata a vida do escritor de 1947 a 1970.

Durante a grande depressão, muitos americanos se filiaram ao Partido comunista. Na 2ª Guerra, quando os EUA se aliaram a União Soviética, o partido se tornou ainda mais forte, mas a Guerra Fria deixou o povo americano com muito medo, o que lançou um novo olhar negativo sobre os comunistas. Medidas drásticas foram tomadas em forma de contenção.

Dalton Trumbo, um já conhecido lutador pelos direitos trabalhistas, se juntou ao partido em meados de 1943 e, a partir daí, sua família passou a correr grande perigo, pois a elite de Hollywood começou a caçar Trumbo e qualquer outro cineasta radical, os impedindo de trabalhar e atiçando (de forma sútil) a população a atacá-los e abolir seus filmes.

O homem Trumbo:

Assim como muitos escritores que deram incio a época de ouro da comunicação, Trumbo esteve no front da guerra.

Era uma pessoa boa, franca, irônica, dedicada a família e que mantinha o autodomínio diante de (algumas) provocações.



Extremamente inteligente, dava luz a suas criações na banheira e era capaz de escrever um roteiro de 100 paginas em 3 dias.

Diferente de alguns compatriotas vendidos que o traíram pelas costas, era um cara que lutava por ideais e protegia seus camaradas.

A lista negra de Hollywood:

Existia uma lista com nomes e se qualquer  dono de estúdio, contratasse um profissional daquela lista - ator, produtor, cinegrafista, diretor ou roteirista - ficava quebrado, despedaçado. Eles tinham a oportunidade de fazer ótimos filmes, mas com a certeza de que seriam boicotados.


Dez pessoas dessa lista foram intimadas a depor no Comitê de Atividades Antiamericanas, e Dalton Trumbo, o principal nome, foi julgado e em 1950, preso.

É aí que o filme fica ainda mais interessante. Ao sair da prisão, Dalton Trumbo cria uma oportunidade incrível de trabalho e quebra a lista negra de Hollywood.

Por que você precisa assistir:

Algumas coisas me chamaram muita atenção no filme, como a coluna de cinema de Hedda Hopper antes dos filmes. Seria legal ver algo parecido com isso hoje em dia.


Os planos, cores, cores e cortes aumentam ainda mais a experiência. É como assistir um filme antigo. Eu cheguei a pensar que o que eles assistiam na TV e no cinema era algum tipo de arquivo do passado, mas não, foi tudo gravado agora para o filme.

Você precisa assistir esse filme. Se você achou o máximo Bryan Cranston como tiozão traficante de anfetamina, Heisenberg, não vai acreditar quando ver Trumbo. Tem uma versatilidade incrível! Ele interpreta o redator com tanta maestria, que parece que você o conhece pessoalmente. É serio.

Compartilhe no Google Plus

About Muller Nascimento

Empreendedor na Hardskull Clothing; marketeiro por formação; metido a designer, videomaker e fotógrafo; louco por café e apaixonado por gatos. Conheça meu trabalho em www.mullernascimento.com