11.22.63: Produção de J.J. Abrams e Stephen King convence no 1º episódio

 11.22.63 no Hulu

"Se você faz algo que ferre com o passado, o passado ferra com você"
Faça um quadro mental: você é um simples professor, está passando por um divórcio, seu pai morreu e seu melhor ou único amigo (o dono do restaurante onde toma café), em questão de minutos, aparece com câncer. De repente, assim do nada, você recebe a missão impensável de voltar no passado e resolver o mistério mais duradouro do século 20: quem matou John F. kennedy?

Bem, é com essa intensidade já conhecida dos filmes e séries de J.J. Abrams e das obras de Stephen King que "11.22.63", uma série original do serviço de streaming Hulu, começa.

A série conta a história de Jake Epping, um professor de ensino médio que também dá aulas para adultos. Sua vida não está na melhor fase e seu casamento com Christy está acabando. Além disso, o seu pai morreu enquanto viajava para visitá-lo.

Jake vê em seu aluno Harry Dunning, o faxineiro da escola que escreve muito bem, uma oportunidade de fazer algo a mais, e tenta ajudá-lo a arrumar um cargo na área de ensino do colégio.

Al Templeton, garçon de seu restaurante favorito e seu amigo de anos, de uma hora para outra, como num passe de mágica, envelhece e desenvolve câncer. Ele pede para o professor entrar na dispensa e Jake cai no que parece ser os anos 60, mais precisamente o dia 21 de outubro de 1960.

"Você não deveria estar aqui" - Homem Velho Misterioso
É aí que está a graça da série: Jake, assustado com tudo aquilo, corre como se quisesse voltar para o restaurante e simplesmente cai de volta na dispensa, apenas dois minutos depois da hora que saiu para o passado, 11:58am. Ele pode ficar quanto tempo quiser nos anos 60 que quando voltar só vai ter passado 2 minutos!

AL revela seu plano e explica o porquê do câncer repentino: ele serviu o café para Jake e Christy e, enquanto eles tomavam, entrou na "toca do coelho", passou dois anos e foi diagnosticado com câncer 1962, enquanto investigava Lee Harvey Oswald, o principal acusado do assassinato de JFK.

Mas porque mexer no passado e salvar Kennedy?

Efeito borboleta. Salvando o presidente, o mundo se torna um lugar melhor, pois não haveria a guerra do Vietnã, por exemplo. Meio louco, né? Mas é assim que a mente de Stephen King Funciona e J.J. Abrams transposta para a telinha com grande maestria.

Pois bem: Ele já tem o suspeito, mas será que foi mesmo Lee Harvey Oswald que comentou o assassinato? Se Jake o matar antes do crime acontecer em 22 de novembro de 1966 e ele não for assassino, haverá grande consequências na linha temporal.

Para isso, ele terá que ficar nos anos 60 por dois anos. Precisará se misturar, trabalhar pra viver, vestir as roupas certas, falar as coisas certas e viver discretamente... Não pode vacilar, mas, como era de se imaginar, não é isso o que ele faz.

Algumas coisas bem malucas começam a rolar e as perguntas pairam no ar: será que suas ações já mexeram com o futuro? Jake vai se concentrar em sua missão ou perderá o foco para tentar melhorar o futuro de pessoas que ele já conhece? O que acontecerá com a linha temporal? O passado quer ser modificado?

A série tem muitas qualidades, prende a atenção do telespectador e, com esse time a bordo - Stephen King, J. J. Abrams e James Franco - a viagem no tempo fica muito mais tranquila...

ELENCO:
James Franco: Jake Epping
Sarah Gadon: Sadie Dunhill
Cherry Jones: Marquerite Oswald
Lucy Fry: Marina Oswald
George MacKay: Bill Turcotte
Daniel Webber: Lee Harvey Oswald
T.R. Knight: Johnny Clayton
Josh Duhamel: Frank Dunning
Chris Cooper: Al Templeton
Jonny Coyne: George de Mohrenschildt
Assista ao Trailer:
Compartilhe no Google Plus

About Muller Nascimento

Empreendedor na Hardskull Clothing; marketeiro por formação; metido a designer, videomaker e fotógrafo; louco por café e apaixonado por gatos. Conheça meu trabalho em www.mullernascimento.com