Roberto Carlos e a polêmica das biografias


Em entrevista ao Fantástico, o Rei, pivô das discussões sobre o projeto de lei que pode acabar com a restrição à publicação de biografias sem autorização prévia, se manifestou e se diz a favor das biografias não autorizadas, desde que haja uma autorização(?).

 Em conversa com a jornalista Renata Vasconcellos, Roberto Carlos mostrou uma postura ‘diferente’ do seu grupo, Procure Saber, que pretende esclarecer dúvidas e leis ligadas ao mundo da música. Fazem parte desse grupo: Caetano Veloso, Chico Buarque, Gilberto Gill, Milton Nascimento, Erasmo Carlos, Djavan e outros.

As declarações de Roberto Carlos foram um tanto contraditórias. Assista e comente sua opinião:


Caso você não saiba, em 2007, o historiador e jornalista Paulo César de Araújo, teve seu livro removido de todas as livrarias Roberto Carlos em Detalhes, revela histórias polêmicas sobre o músico e segundo o cantor, a ação movida ‘não se trata de censura’.  Na época, Paulo Coelho disse o contrário: “Daqui a pouco estamos vivendo uma censura”.

A publicação estava na lista dos mais vendidos de todo o Brasil.

Anos depois, Chico Buarque, em seu artigo no jornal, O GLOBO, defendeu o direito de Roberto Carlos e negou entrevista para o biógrafo, que citou seu nome nas fontes: “Lamento pelo autor, que diz ter empenhado 15 anos de sua vida em pesquisas e entrevistas com não sei quantas pessoas, inclusive eu. Só que ele nunca me entrevistou”.

Paulo César de Araújo desmentiu Chico com vídeo na internet e ainda disse: “Foi com grande espanto que li....Ou seja, ele alega que eu teria faltado com a verdade ao inclui-lo entre as fontes listadas na biografia…Ocorre que Chico Buarque foi sim, uma das 175 pessoas que entrevistei para a pesquisa que resultou naquele livro. O artista certamente se esqueceu, mas ele me recebeu em sua casa, na Gávea, na tarde de 30 de março de 1992”.

Chico Buarque reconheceu o engano e pediu desculpas.

Clique e veja a entrevista de Chico para a biografia de Roberto Carlos


 O escritor Laurentino Gomes disse “Deixem que jornalistas, escritores e biógrafos trabalhem. Se eles mentirem ou cometerem injustiças, que sejam punidos de acordo com a lei. Mas sem censura”.

 Até 2007. Pelo menos três autores foram censurados pela justiça por escrever sobre a figura pública Roberto Carlos.

Assunto controverso, né?

Texto publicado originalmente por mim no blog do iba, no dia 28 de outubro de 2013.




Compartilhe no Google Plus

About Ceroula Blog

Empreendedor na Hardskull Clothing; marketeiro por formação; metido a designer, videomaker e fotógrafo; louco por café e apaixonado por gatos. Conheça meu trabalho em www.mullernascimento.com