Entrevista de Silvio Santos para o Jornal Folha de São Paulo

    

Se você, assim como nós do Ceroulablog achava que o Silvio Santos não estava batendo muito bem, ontem ele realizou uma entrevista pra o jornal Folha de São Paulo, onde mostra que ele está no seu mais perfeito estado de lucidez


 Nas suas respostas  ao jornalista, dá pra notar que ele ainda pensa muito bem antes de responder alguma coisa! Vejam:





Folha -
Eu gostaria que o sr. desse uma palavra para o público sobre tudo o que está acontecendo no banco. O sr. se encontrou com o Lula. Falou com ele sobre isso?





Que Lula?





O presidente.







Ele está me devendo R$ 13 mil [risos]. Tive que dar por minha conta porque ele prometeu e não deu os R$ 13 mil [que disse que doaria].





E aquela história da bolinha [reportagem do SBT afirmou que o candidato tucano, José Serra, foi atingido, numa manifestação, por uma bolinha de papel, e não por um objeto mais pesado, como ele dizia]? Todo mundo está falando que o SBT fez a reportagem porque estava com problema no banco.




Mas que bolinha?






A bolinha que caiu na cabeça do Serra.






Caiu alguma coisa na cabeça dele? [risos] Caiu alguma coisa na cabeça dele?





Na campanha. 






Ah, não foi hoje? Ah, eu não sei desse negócio de bolinha, não. Isso aí, olha, eu não vejo TV. Televisão, para mim, é trabalho. Só vejo filme. Agora que você ligou para mim eu estava vendo a Fontana di Trevi. Você já viu esse filme, "A Fonte dos Desejos" (de Jean Negulesco)? Eu estava vendo agora.


E essa informação de que o empresário Eike Batista quer comprar o SBT?






Se ele me pagar bem, por que não? Quem é? "Elque"?





Eike, um dos homens mais ricos do Brasil.






Ele é americano? Eike? Não, não conheço. Mas, se ele pagar os R$ 2,5 bilhões que estou devendo, vendo, é claro que vendo.




E o ex-superintendente do PanAmericano, Rafael Palladino? 






Palladino? Que Palladino? Nunca fui ao banco. Nem sei onde é o prédio. Quando tenho dinheiro, abro uma empresa no Brasil. Aplico no mercado brasileiro. Mas não sou obrigado a ficar sabendo onde é a empresa. Eu tinha uma fazenda que era a segunda maior do Brasil, a Tamakavi, e nunca fui lá. Nem vi no mapa.


E com o Henrique Meirelles, o senhor tem falado muito?







Nem conheço. Não sei quem é. Olha, capricha, bota uma foto minha bem bonita no jornal.





Podemos perceber na entrevista,que o homem do Baú está em perfeito estado e que suas respostas estão muito coerentes e abalizadas    


A MATÉRIA COMPLETA PODE SER VISTA NOS SITE DA Folha. 

Compartilhe no Google Plus

About Ceroula Blog

Empreendedor na Hardskull Clothing; marketeiro por formação; metido a designer, videomaker e fotógrafo; louco por café e apaixonado por gatos. Conheça meu trabalho em www.mullernascimento.com