Por que o Mario ainda faz sucesso?

Sim, esse Mario.

Certo, hoje deixarei um pouco a seriedade da política de lado para falar novamente de games.
Aliás, não um jogo apenas, vou falar simplesmente do personagem mais famoso, querido e emblemático dos videogames.
O Mastershief, o Kratos? Nãooooooooo, Its He, MÁAAAAAARIO!
Bem, piadinhas infames a parte, escolhi falar um pouco sobre o porquê do encanador Bigodudo barrigudo e eterno salvador da Princesa ainda é hoje o ícone mais famoso do mundo dos video games, mesmo nessa época em que gráficos ultra realistas e violência animalesca parece nortear as produções de jogos.



Good times...
 
O Mario teve seu debute no jogo Donkey Kong para fliperamas de 1981, mas seu nome era outro, Jumpman, então seu criador, Shigeru Miyamoto... Bom, não me interessa contar a história do Mario, se quiser saber mais, clica aqui.

Antes de falar do Mario, falarei brevemente dos jogos atuais.
Antigamente, pensava-se que jogos eram produtos voltados para crianças, como se fossem brinquedos animados, feitos para a pirralhada parar de aporriar a mãe enquanto essa fazia a comida para o marido que ia chegar cansado da casa da outra do trabalho.
Mas o tempo foi passando e os empresários foram sacando que aquele brinquedo realmente era um bom negócio, e o mercado de games foi crescendo cada vez mais, alcançando cifras que fazem Hollywood parecer uma barraca de feira perto do Carrefour.
E claro, as crianças que jogavam, cresceram também...

Bem, resumindo todos os 30 e poucos anos de consoles, chegamos aos dias de hoje.
E qual a principal característica dos melhores jogos de hoje?
De todas, a que mais se sobressai, é a violência e gráficos reais.
Que fique claro que não sou contra jogos violentos ou hiperralistas, eu adoro na verdade, amo arrancar cabeças de minotauros e serpentes peitudas em God Of War III, por exemplo, mas o maior problema é que essas características são colocadas como prioridade nas grandes produções, só ver, grandes jogos lançados esse ano: God OF War II, Mass Effect 2, Red Dead Rendenption, Halo Reach.... Todos ótimos, mas com violência absurda.

Típico Gamer de hoje em dia.
 
E a maioria dos gamers hoje, quer ver isso mesmo, tripa pra fora, headshot, carnificina na tela, pois a maioria se acha muito adulto para gostar de jogos menos violentos, acham que são maduros por fazerem montanhas de corpos ensangüentados nesses jogos... bando de gordos virgens parasitas de lan houses idiotas... Mas enfim, essa não é a discussão de hoje (fica para outro dia).

Agora a questão: Mario não tem nada disso que um jogo moderno tem, não tem gráficos realistas, não tem enredo mirabolante, não tem violência... Mas por que diabos faz sucesso hoje em dia meu pai do céu?

A resposta, bem, Mario ainda carrega consigo algo que se perdeu no meio de balas e sangue dos jogos modernos: A criatividade.

Isso mesmo, Mario, mesmo com 25 anos nas costas, consegue ainda hoje impressionar pela originalidade de seus jogos e diversão ininterrupta que eles proporcionam.
Só pegar Mario Galaxy 1 e 2 como exemplo, são dois jogos que a principio você olha e acha que é bobão, mas só começar a jogar e ver que todas as fases, movimentos do Mario, gráficos, inimigos, trilha sonora, tudo de uma originalidade e carisma imensos, que te fazem nunca querer parar de jogar, pois a cada tela, temos um novo desafio (muitas telas são tão difíceis que fariam um sniper de Call of Duty chorar encolhido no canto da sala).


Jogo da década?
Eu mesmo, não são poucos os dias que acabo com a minha saúde indo dormir de madrugada apenas para pegar uma maldita estrela que já me consumiu umas 15 vidas para alcança lá, e digo mais, se o jogo tivesse umas 1000 estrelas espalhadas em telas tão legais como as do jogo, pode ter certeza que eu estaria disposto a sacrificar dias de trabalho muito mais madrugadas para pega-las!
Enfim, pra que gastei duas páginas de Word com esse texto? Para dizer que o Mario hoje, é um exemplo, de que jogo de video game não precisa ser violento e nem com gráfico mais real do que a Matrix em que vivemos, o que eles realmente precisam é de muita criatividade e diversão, para que não fiquem eternamente copiando uns aos outros (alguém realmente aqui acha que Medal of Honor é muuuuuuuito diferente de Call of Dutty?) e que sempre nos presenteiem com jogos violentos ou não, mas que sejam acima de tudo originais, criativos e divertidos, assim como o velho Encanador bigodudo consegue ser com tanta maestria!

Essa não é a Princesa (se fosse dúvido que o Mario ia deixar o Bowser raptá-la a cada jogo), é só aquela imagem bacana pra descontrair a leitura^^


P.s: Desculpem pelo texto longo e de leitura preguiçosa, pois estou cansado, afinal, hj é sexta preciso jogar mais Mario descansar, mas podem ter certeza que sexta que vem postarei um texto tão bom quanto ao da colega Bárbara^^(não precisa agradecer pela propaganda ;)
Compartilhe no Google Plus

About Ceroula Blog

Empreendedor na Hardskull Clothing; marketeiro por formação; metido a designer, videomaker e fotógrafo; louco por café e apaixonado por gatos. Conheça meu trabalho em www.mullernascimento.com