As quatro fases da TPM



Segundo a visão masculina, a TPM se divide em quatro estágios:






Fase 1 - A Meiguinha

Tudo começa quando a mulher começa a ficar dengosa, grudentinha.

Bom sinal?

Talvez, se não fosse mais do que o normal!

Ela te abraça do nada, fala com aquela vozinha de criança e com todas as palavras no diminutivo.

A fase começa chegar ao fim quando ela diz que está com uma vontade absurda de comer chocolate.

O que se segue, é uma mudança sutil desse comportamento, aparentemente inofensivo, para um temperamento um pouco mais depressivo.


Fase 2 - A Sensível

Ela passa a se emocionar com qualquer coisa, desde uma pequena rachadura em forma de gatinho no azulejo em frente à privada, até com a reprise de Rei Leão


Esse estágio atinge um nível crítico com uma pergunta que assombra todos os homens, desde os inexperientes até os chamados "macaco velhos" na arte de lidar com mulheres:

'Você acha que eu estou gorda?'

Notem que não é uma simples pergunta retórica.



Reparem na entonação, na escolha das palavras.

O uso simples do verbo 'estou' ao invés da combinação 'estou ficando', torna o efeito da pergunta muito mais explosiva do que possamos imaginar.


E essa pergunta, meus amigos, é só o começo da pior fase da TPM. Essa pergunta é a linha divisória entre essa fase sensível da mulher para uma fase mais irascível.


Fase 3 - A Explosiva

Meus amigos, essa é a fase mais perigosa da TPM.


Há relatos de mulheres que cometeram verdadeiros genocídios nessa fase tão delicada da TPM.

Visualize a seguinte cena:

Você chega a casa dela, ela está de pijama, pantufas e descabelada.


A cara não é das melhores quando ela te dá um beijo bem rápido, seco e sem língua.


Depois de alguns minutos de silêncio total da parte dela, você percebe que ela está assistindo Rapunzel e que acima do aparelho de DVD tem uma pilha de filmes de princesa, desde de A pequena Sereia até  A Bela e a Fera.


Então, meio sem graça, sem saber se fez alguma coisa errada, você faz aquela famosa pergunta: 

'Tá tudo bem?'



A resposta é um simples e seco 'Ta' sem nem olhar na sua cara!


Não satisfeito, você emenda um 'Tem certeza?', que é respondido mais friamente com um rosnado baixo e cavernoso 'teeenhoo!'


Aí, como somos legais e percebemos que ela não tá muito a fim de papo, deixamos quieto e passamos a acompanhar esse filme que até então, nunca tinha passado pela sua cabeça que alguém da idade da sua namorada assistiria.


- Merda, viu!? - ela rosna de repente.


- Que foi?- Você pergunta preocupado.


A Fase Explosiva acaba de atingir o seu ápice com essa pergunta.
Sem querer, acabamos de puxar o gatilho.

O que se segue são esporros do tipo:

-'Você não liga pra mim!'

-'Tá vendo que eu tô aqui quase chorando e você nem pergunta o que eu tenho! Mas claro! Você só sabe falar de você mesmo!"

-'Ah, o seu dia foi uma merda? O meu também, e nem por isso eu fico aqui me lamuriando com você!'


-'Pára de me olhar com essa cara! Essa que você faz, e você sabe que me irrita!'


-'Você nem sabe:  Aquele vestido que você me deu ficou apertado! Aaaai, eu fico looooouca quando essas coisas me acontecem! Você também, nem quis ir comigo no shopping trocar essa merda!'


-'O pior de tudo é que hoje, quando estava indo para o trabalho, um motoqueiro mexeu comigo e você não fez nada! Pra que serve esse seu Jiu Jitsu? Ah, você não estava comigo? Por que não estava comigo na hora? Tava com alguma vagabunda? Aquela sua colega de trabalho, só pode ser ela!'

-'E nem pra me trazer um chocolate!'

-'Cala sua boca! Sua voz me irrita!'

-'Aliás, vai embora antes que eu faça alguma besteira.'

-'Some da minha frente!'

Desnorteado e confuso, você atende o desejo e pede a chave pra abrir o portão para ir embora.

Tenta dar um beijinho de boa noite e quase leva uma mordida! (Dizemos isso por experiência própria).


Quando você já está quase no fim da rua, ouve uma voz alta e irritante dizendo:


'Você vai embora mesmo? Assim sem mais nem menos?'


Você, que antes estava confuso, agora está muito nervoso e com vontade de enforca -la , respira bem fundo, da meia volta e diz com a melhor das intenções:

'Foi você quem me mandou embora! Estou fazendo o que pediu!'

E ai meu amigo, você ouve cada coisa que se escrevermos aqui é capaz de perdemos a vida. A vizinhança toda acorda e sai pra rua pra ver o que está acontecendo, deixando ainda mais constrangedora essa situação!

*Fase 4 - a Fase da Cólica*


No dia seguinte o telefone toca.

É ela, com uma voz chorosa, dizendo que está com uma cólica absurda, de não conseguir nem andar.

Você vai à casa dela e ela te recebe dócil, superamável.

Faz uma cara de coitada, como se nada tivesse acontecido na noite anterior, e te pede pra ir à farmácia comprar um Atroveran, Ponstan ou Buscopan pra acabar com a dor dela.

Você sai pra comprar o remédio meio aliviado, meio desconfiado 'O que aconteceu?', você se pergunta. 'Tudo bem'. Você pensa: 'Acho que ela se livrou do encosto'!
Pronto!


A paz reina novamente.

A cólica dobra (literalmente) a fera, e vocês voltam a ser um casal feliz.


Pelo menos até daqui a 20 dias...


Sabe o que é pior de toda essa situação? Provavelmente sua namorada ira ler esse post, e ao invés de tentar fazer com que esse tormento ( que dura mais ou menos 7 dias), se reverta em algo "menos" doloroso, ela vai rir ou está rindo e dizendo:

- 'É exatamente desse jeito que acontece comigo! HA HA HA!'

- 'Coitado do *João, ainda vai passar muito por isso! HA HA HA! E 'ai' dele se vier com essas "idéiazinhas" de "machista!'  


- 'Ele é obrigado a passar por isso mesmo! São apenas 7 dias! HA HA HA!

(¬¬)

*Os nomes foram mudados para não causar nenhum tipo de conseqüência aos moderadores desse Blog. Qualquer semelhança com o seu relacionamento, é uma simples coincidência! Juramos de pé junto viu!
  
Compartilhe no Google Plus

About Ceroula Blog

Empreendedor na Hardskull Clothing; marketeiro por formação; metido a designer, videomaker e fotógrafo; louco por café e apaixonado por gatos. Conheça meu trabalho em www.mullernascimento.com