Arco da velha em pleno 2010

Lendo o post do "Homem bundão só serve pra fazer sabão", me fez pensar bem no assunto. Desde criança todos nós imaginamos a figura homem (sempre nossos pais), o homem mais forte do mundo, um verdadeiro herói. Aí você cresce, e percebe que de herói e forte, ele não tem nada. Mas mesmo assim, o homem pra mim, continua tendo a figura forte e dominante.
Não sou aquilo que se chama de "Machista extremo", mas tenho grandes marcas de um machismo incontestável.

É em dias como hoje (sexta-feira de chuva), que eu sinto uma enorme raiva das malditas feministas. Não que seja de todo errado aquele fuzuê todo, e que não tenha um importante contexto histórico (mesmo porque foi um puta movimento), mas acho que tudo seria melhor se ainda fossemos como antes.
Quem manda no lar? O homem. Quem trabalha fora? O homem. Quem sustenta a casa? O homem. Tudo é o homem. Qual é o papel da mulher? Cuidar dos deveres de casa, dos filhos, dar educação aos catarrentos, bordar, fazer comida, lavar a roupa do marido e se vira com o resto do tempo!
Ai vem a mulherada inconformada de ser conhecida como o Sexo Frágil -não me entendam mal queridos leitores-, querendo direitos iguais. Mulheres querem trabalhar fora, querem ser donas do narizinho, querem bancar a casa,pagar a conta no restaurante, pernoite no motel, dirigir caminhão, ônibus, tocar bateria, ter a vida das pessoas que usam o transporte público na mão, querem usar terninho (Ok, que eu acho lindo uma mulher de social) querem ser a Super Mulher Versátil e FODA-SE a galera que não quer isso. Ai as filhas-da-puta, fazem uma revolução e por ventura conseguem o que querem. Independência.
Odeio feministas. Agora eu sou obrigada a estudar, trabalhar, molhar a minha progressiva e ser gente grande porque alguma desgraçada que apanha do maridex decidiu que mulher pode e deve ser igual um homem. *Pegando pesado né Bárbara*
Não quero ser um homem, não quero destroná-lo. O homem que quiser casar comigo terá de ter a mesma linha de raciocínio que o meu. Ele trabalha, ele sustenta, ele é o dono da casa. Ele pode SIM mandar em mim e até me dar uns tapas se eu não cumprir com a minha parte no acordo.
Eu irei cuidar da casa, cuidar dos filhos e lavar as inúmeras cuecas dele e pode ter certeza de que quando ele chegar do trabalho terá comida pronta.

Na verdade isso é mais um desabafo, odeio ter que me matar de estudar, e estar sempre atenta a atualidades e política, economia, e prefeito, Dilma e blablabla... Mas é tão bom você ver seu homem dando duro pra dar a você uma vida decente, enquanto você dá duro em casa (hehehe). Mas do mesmo jeito que eu tenho que estar inteira quando ele chega, bonita, de cabelo escovado, maquiagem bonita e um roupa cheirosinha morrendo de tesão quando ele chega, mesmo tendo trabalhado em casa, porque não deixa de ser um trabalho, ele também tem que chegar em casa, tomar um banho, ficar lindo pra mim, e me fazer massagens nos pés, me beijar inteira dizendo que sou a mulher da vida dele. E me bagunça inteira na cama depois de um dia exaustivo. Isso sim, é um homem, e não uma fábrica de sabão.

-Só um adendo: Sei que é dificil, mas é para ser lido com humor ^^

Mas para fazer só uma brincaderinha e tirar esse ar sério do post, tomei a liberdade de colar aqui uma piadinha de um outro blog:

1) Mulheres: Uma greve de sexo consegue qualquer coisa.
R: Homens: Inclusive um chifre.

2) Mulheres: 98% da indústria de cosméticos e 89% da indústria de moda são voltada para nós.
R: Homens: 98% da indústria de cerveja e 89% da indústria automobilística são voltada para nós.

3) Mulheres: 99% dos homens não cuidam da aparência pessoal.
R: Homens: 99% da beleza da mulher sai com água e sabão.

4) Mulheres: Podemos dormir com nossas amigas sem sermos chamadas de lésbicas.
R: Homens: Podemos dormir com suas amigas que elas não contam pra vocês.

5) Mulheres: Não nos desesperamos na frente de um gramado com 22 homens atrás de uma bola.
R: Homens: Não nos desesperamos na frente de um pedal de embreagem.

6) Mulheres: Se somos traídas, somos vítimas. Se vocês forem traídos, são cornos.
R: Homens: Se somos traídos, vocês são putas. Se trairmos, somos garanhões.

Fonte: sexoeliteraturanamadrugada

Escrito por @bazinha
Compartilhe no Google Plus

About Ceroula Blog

Empreendedor na Hardskull Clothing; marketeiro por formação; metido a designer, videomaker e fotógrafo; louco por café e apaixonado por gatos. Conheça meu trabalho em www.mullernascimento.com