40 Anos sem Janis Joplin


No dia 4 de outubro de 1970, a música norte-americana perdia uma das maiores cantoras do século XX, Janis Joplin.



Filha de um proprietário de uma refinaria de petróleo, Janis Lyn Joplin nasceu em Port Arthur, Texas, no dia 19 de janeiro de 1943.Como ela não possuía a beleza exigida pelos padrões da época, sofreu ao longo da vida pela aparência descuidada.

Fora da onda hippie do “paz e amor”, Janis tomava drogas pesadas, bebia e se envolvia com negros norte-americanos e sua música, na época, considerada “suja” pelos conservadores, fazia muito sucesso entre todo os Estados Unidos.

Com seu vozeirão gritado e rouco, ela sempre se destacou nas bandas em que tocou, até que seguiu carreira solo com uma banda de apoio. Foi estrela em festivais como Monterrey, em 1967, e Woodstock, em 1970. E quando morreu, era uma das cantoras mais bem pagas do rock, com sete discos gravados.

Mas Janis nunca superou a exclusão que mesmo depois da fama ainda a perseguia. Chegou justificar seu modo agressivo de cantar dizendo:
“Ninguém gosta mesmo de mim, sou feia demais para isso, só querem me explorar”

Janis foi encontrada morta em um quarto de hotel em Hollywood, com picadas de agulha no braço esquerdo, uma garrafa de uísque ao seu lado e o nariz quebrado devido a queda da cama. As quantidades exorbitantes de heroína injetadas foram fatais para a cantora de apenas 27 anos, a mesma idade de Jim Morrison e Jimi Hendrix.

Veja abaixo uma das minhas músicas preferida da cantora - CRY BABY:

Compartilhe no Google Plus

About Ceroula Blog

Empreendedor na Hardskull Clothing; marketeiro por formação; metido a designer, videomaker e fotógrafo; louco por café e apaixonado por gatos. Conheça meu trabalho em www.mullernascimento.com